Blog

Tendências para a logística em 2020

O setor de logística é afetado diretamente pelo contexto político e econômico. Com a retomada da economia nesse ano — que deve ser pelo menos o dobro previsto para 2019 — a produção e o consumo estarão aquecidos.

Com a retomada da economia e criação de novas oportunidades para o setor, a logística tem algumas tendências que poderão ajudar no destaque da concorrência nesse ano.

Infraestrutura flexível para armazenagem

Por ser modular e ágil, a área para armazenagem pode ser expandida ou reduzida de acordo com a necessidade da empresa e reduz os custos com transporte.

Essa infraestrutura é uma tendência que deve permanecer até mesmo nos tempos de estabilidade por apresentar um investimento menor e reduzir os espaços ociosos.

Geração de empregos

Pela projeção da recuperação da economia, as ofertas de emprego deverão aumentar — com destaque para áreas ligadas à tecnologia e inteligência artificial. Em conjunto, a tendência é para a automatização e robotização de processos manuais e repetitivos.

Com o alto grau de exigência e concorrência cada vez maior, os profissionais deverão procurar capacitação para continuar o plano de carreira.

Same Day Delivery

Realizar a entrega de produtos para o consumidor no mesmo dia já é uma prática adotada no exterior, mas ainda é um desafio para o Brasil.

A eficiência na entrega de compras em e-commerces deixou de ser um diferencial e tornou-se uma necessidade pelas medidas adotadas pela concorrência.

As soluções de armazenagem precisam ser estratégicas para que o estoque disponível esteja próximo ao cliente.

Monitoramento em tempo real

As pessoas exigem cada vez mais informações e transparência sobre os processos de compra e entrega. Os dados que informam a localização da entrega em tempo real começarão a ser compartilhados para os clientes.

No Brasil, as inovações mais procuradas devem contribuir de alguma forma. A redução do custo deve ocorrer tanto para as empresas como para o consumidor final.

Segurança de dados

A LGPD — Lei Geral de Proteção de Dados — entra em vigor a partir de agosto. A partir, as empresas devem estar preparadas para a coleta, tratamento e utilização desses dados.

Cada vez há mais informações disponíveis na internet e os ataques cibernéticos também são atualizados. Se a empresa não se proteger, as ações podem acarretar em multas e penalizações.

A tendência é um maior investimento na segurança para evitar que casos de invasão ou vazamento de dados aconteçam.

As soluções tecnológicas que são tendência em 2020 buscam valorizar as empresas e os profissionais. Assim, eles conseguem executar o trabalho e se anteciparem em um cenário ainda de incertezas.