Blog

Logística Urbana

Uma das maiores adversidades da logística é a distribuição de cargas nas cidades — principalmente nas grandes metrópoles.

Essas cidades contam com o aumento populacional de forma exponencial, urbanização, mudança de rotas, congestionamentos constantes e falta de infraestrutura para atender as demandas de entrega.

Todos esses desafios acarretam em mais gastos no frete e, ao serem repassados para o consumidor final, podem gerar uma perda de receita para a concorrência que consegue driblar todas as dificuldades da logística urbana.

O aumento das compras via e-commerce — 12% de aumento no primeiro semestre de 2019 em comparação ao mesmo período do ano passado — e a popularização da Black Friday, que cresceu quase 33% em vendas em relação à 2018, mostram que a área de logística e transportes precisam estar preparadas para atender essa demanda.

Ao mesmo tempo em que a preferência de compra pela internet cresce entre os brasileiros, os desafios também correspondem à altura. Outros pontos de desafio para as empresas são:

  • Como corresponder às expectativas de experiência do consumidor? 
  • Como realizar as entregas dentro do prazo mesmo com todos os imprevistos? 
  • Como organizar a área para que todas as entregas sejam rastreadas e que a falta de preparo das cidades sejam minimizadas?

Além desses desafios, em algumas cidades, há leis que proíbem a circulação de veículos grandes em alguns horários e dias de semana. O seu prazo de entrega deve prever todas essas variações entre cidades e estados.

Como muitas cidades cresceram de forma não planejada em pouco tempo, há a preocupação em reduzir os congestionamentos e a poluição ambiental. 

Os veículos utilizados para a logística urbana devem estar atualizados para emitir a menor quantidade possível de gás carbônico na atmosfera e, assim, as empresas também assumirem a sua responsabilidade ambiental.

Transportes menores e adaptados, como o para-choque menor do caminhão, permitem levar mais cargas por viagem sem sofrer penalizações e fazem a logística ser mais eficiente. Além de novas medidas, existe a preocupação para que a viagem seja mais confortável, pois os motoristas podem passar horas em um congestionamento.

As mudanças não acontecem só nos transportes. A tecnologia, aplicada nas mercadorias, podem ajudar a gerenciar todo o processo e verificar:

  • Funcionamento do caminhão ou transporte utilizado;
  • Rotas;
  • Localização da carga;
  • Tempo de entrega;
  • Todas as outras variáveis que surgirem em cada tipo de operação.

Todas as medidas adotadas para a logística urbana devem ter como foco a satisfação do consumidor final, pois todos os esforços, mesmo que não seja em um ambiente favorável, trazem ganhos para as empresas.